Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Notícia

Memória viva e ativa

​Com o objetivo e desejo de manter ativa a primeira usina construída pelo Grupo Energisa, a Energisa Soluções concluiu uma operação de reparação na Usina Maurício, MG, realizada entre o fim de 2016 e início de 2017. A obra recuperou as Unidades Geradoras (UG’s) 3 e 4, reformou o conduto de adução e fez a manutenção civil nos blocos de ancoragem, além da limpeza do canal adutor, como a remoção de material depositado nas comportas, que impedia seu acionamento.

A reforma resgatou as atividades do local, restaurando antigas turbinas, por meio da manutenção geral realizada nas Unidades Geradoras. “Isso se deve ao reparo nas UG’s, que estavam há nove anos inativas por problemas técnicos, trazendo a possibilidade de gerar energia para a comercialização”, afirmou a coordenadora de engenharia da ESOL, Taíse Nunes.

Para concluir o serviço, a empresa contou com seu time da Oficina Mecânica, Manutenção Eletromecânica e Obra Civil.

“Esta reforma, solicitada inclusive pelo senhor Ivan Botelho, só foi possível com os esforços das diretorias da EMG e ESOL que, juntos, uniram forças para entregar estas duas unidades geradoras em condições de gerar energia. Isto foi uma forma de homenagem ao Dr. Ivan e aos 112 anos empresa, afinal tudo começou ali”, explicou o gerente do Departamento de Equipamentos e Oficinas, Guilherme Barros.

Usina Maurício: Restaurando nossa história

 Atualmente a Usina Maurício, situada próximo ao município de Itamarati de Minas,  funciona como um acervo histórico da Energisa, e conta com todos os equipamentos originais.

Inaugurada em 1908, a Usina Maurício foi a primeira hidrelétrica construída pelo Grupo Energisa, com 800 kW de potência, sendo uma das geradoras pioneiras do país.

Confira algumas fotos da reforma:








Compartilhe nas redes sociais